MURAL - Maynooth University Research Archive Library



    O dever de resistir: sobre escolas, professores e sociedade* The duty to resist: on schools, teachers and society


    Biesta, Gert (2018) O dever de resistir: sobre escolas, professores e sociedade* The duty to resist: on schools, teachers and society. Educação, 41 (1). pp. 21-29. ISSN 1981-2582 (In Press)

    [img]
    Preview
    Download (486kB) | Preview


    Share your research

    Twitter Facebook LinkedIn GooglePlus Email more...



    Add this article to your Mendeley library


    Abstract

    Nas sociedades contemporâneas existem muitas expectativas sobre o que as escolas devem fazer. Estas incluem a instrumentalização de crianças e jovens para o mundo do trabalho, a sua transformação em cidadãos democráticos ou a criação de uma sociedade coesa e inclusiva. O que une essas expectativas é que elas se aproximam da escola como uma espécie de instrumento para resolver problemas da sociedade. A escola é tratada como tendo uma função para a sociedade e, portanto, como uma instituição que deve ser funcional e útil para ela. O perigo dessa maneira de pensar é que outras questões – como o que a escola deve cuidar ou proteger – desaparecem facilmente do campo de visão. Neste artigo, explora-se como se pode responder à pergunta sobre qual é a “tarefa” especial e exclusiva da escola, argumentando que esta não deve ser vista apenas como tendo uma função para a sociedade, mas também como tendo um dever importante de resistir às demandas que a sociedade deseja que sejam atendidas. In contemporary societies there are many expectations about what schools should do. These include equipping children and young people for the world of work, turning them into democratic citizens, or bringing about a cohesive and inclusive society. What unites such expectations is that they approach the school as a kind of instrument for solving societal problems. The school is treated as a function of society and thus as an institution that should be functional and useful for society. The danger with this way of thinking is that other questions – such as what it is that the school should take care of or stand for – easily disappear from sight. In this paper I explore how we might answer the question about the special and unique ‘task’ of the school, arguing that the school should not just be seen as a function of society but also has an important duty in resisting what society desires from it.

    Item Type: Article
    Additional Information: Este artigo está licenciado sob forma de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional, que permite uso irrestrito, distribuição e reprodução em qualquer meio, desde que a publicação original seja corretamente citada. http://creativecommons.org/licenses/by/4.0/deed.pt_BR
    Keywords: Educação; Resistência; Qualificação; Socialização; Subjetivação; Education; Resistance; Qualification; Socialization; Subjectification;
    Academic Unit: Faculty of Social Sciences > Education
    Item ID: 13164
    Identification Number: https://doi.org/10.15448/1981-2582.2018.1.29749
    Depositing User: Gert Biesta
    Date Deposited: 05 Aug 2020 11:53
    Journal or Publication Title: Educação
    Publisher: ediPUCRS
    Refereed: Yes
    URI:

    Repository Staff Only(login required)

    View Item Item control page

    Downloads

    Downloads per month over past year